Multidão presta homenagem em frente à casa de Winnie Mandela.

Dezenas de milhares de pessoas se dirigem ao estádio FNB (o antigo Soccer City), em Johannesburgo, nesta terça-feira para acompanhar a cerimônia em homenagem a Nelson Mandela. Além dos 90 000 sul-africanos que devem lotar as arquibancadas do estádio que abrigou a final da Copa do Mundo de 2010, mais de 90 líderes mundiais, como Barack Obama e Dilma Rousseff, também estarão presentes. O memorial marca o início das homenagens ao líder sul-africano, que só serão encerradas com o enterro de Mandela, marcado para o próximo domingo, na aldeia de Qunu. A forte chuva que cai na capital da África do Sul não espantou os admiradores de Mandela, que cantam e dançam no estádio, à espera do início das homenagens. Apesar do forte esquema de segurança montado pelas autoridades, a chegada dos sul-africanos ao local está sendo ordeira. Muitos dos presentes carregam bandeiras da África do Sul e imagens de “Madiba”. As ruas e avenidas ao redor do estádio foram fechadas para o trânsito e o governo designou trens e ônibus especiais para transportar as pessoas até o local.
Líderes mundiais – Além de Obama, os ex-presidentes Jimmy Carter, George W. Bush e Bill Clinton e mais de duas dezenas de parlamentares americanos também estarão na comitiva dos EUA. Dentre outros que já confirmaram presença estão o príncipe Charles, o primeiro-ministro britânico David Cameron, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e celebridades como Bono Vox, Oprah Winfrey e Naomi Campbell. Agenda – Nesta terça, o presidente Jacob Zuma fará um discurso no estádio e receberá os líderes mundiais e celebridades. Entre os dias 11 e 13 de dezembro, o público será capaz de ver o corpo de Mandela. O ex-presidente será transportado no sábado, 14 de dezembro, para a Base Aérea de Waterkloof, em Pretória, e depois irá para o aeroporto de Mthatha, na província do Cabo Oriental. De lá, partirá em procissão para Qunu, aldeia onde Mandela nasceu e será sepultado. No dia 16 de dezembro, uma estátua de Mandela será inaugurada no centro de Pretória.
0