Câmara Municipal de Porto Alegre/ Primeira carta sindical de agências de propaganda faz 40 anos.

O período de Comunicações da sessão ordinária desta segunda-feira (2/4) da Câmara Municipal de Porto Alegre foi dedicado ao transcurso dos 40 anos de concessão da primeira carta sindical patronal de agências de propaganda, expedida para o Sindicato das Agências de Propaganda do Rio Grande do Sul (Sinapro-RS). Na oportunidade, os vereadores e as vereadoras receberam o presidente do Instituto Ver Hesíodo Andrade, João Firme de Oliveira; o presidente do Sinapro-RS, Fernando Silveira; o presidente do Conselho de Administração da Associação Latina Americana de Propaganda (Alap), Airton Rocha; e os jornalistas Lauro Quadros e Dorotéo Fagundes.

Em nome da Mesa Diretora, o presidente da Câmara, Valter Nagelstein (PMDB), falou da alegria de celebrar a existência da entidade sindical. Para ele, o sindicato é um ponto de convergência, no qual se encontra o jornalismo, a democracia e a liberdade. “E a propaganda faz parte disso, pois é o vetor que alimenta este processo”. De acordo com o vereador, mesmo que às vezes o processo seja submetido a interesses circunstanciais, a propaganda tem seus próprios instrumentos e se faz essencial. Ao destacar que o Sinapro-RS é a primeira instituição a receber a carta sindical no Brasil, Nagelstein disse que foi o avanço de um setor muito importante. “O Rio Grande do Sul foi precursor nisto e em outras áreas. A primeira transmissão em cores na TV brasileira foi da Festa da Uva em Caxias do Sul”, lembrou. A criação do Festival Internacional da Propaganda também foi mencionada por ele, que, em sua observação, é um evento que organiza e centraliza todas as forças do setor. No restante de seu pronunciamento, Nagelstein falou da importância da liberdade de opinião, de crença e de expressão na democracia. “Que estes 40 anos do protagonismo [do sindicato] sirvam de exemplo à sociedade”, disse.
0