“Não queria falar de política”, diz Amaury Jr sobre entrevista com Michel Temer na Band.

Considerado o maior colunista social da televisão brasileira, Amaury Jr foi o entrevistado desta segunda-feira (19) no Programa do Porchat, talk-show apresentado por Fábio Porchat na Record. Entre os assuntos que Amaury comentou, foi falado sobre sua saída da RedeTV!, seu regresso à Band e, principalmente, da entrevista que fez com o presidente Michel Temer em sua estreia na nova casa. Amaury foi criticado nas redes sociais por apenas fazer perguntas consideradas “chapa-branca” para Temer, além de deixá-lo falar da Reforma da Previdência sem fazer muita contestação. Amaury se defendeu dizendo que não foi para Brasília para falar de política, e sim para mostrar um Temer mais humano, algo que ele deixou claro no primeiro contato direto com o presidente. “Eu tenho um contato próximo com o presidente e disse que não queria falar de política. Ele falou então para tomarmos um café da manhã juntos. Não queria chegar lá e falar da reforma da previdência, de problemas do Brasil. Queria falar do que ele gostava, da música favorita, da Marcela Temer que é sempre escondida e é vitima de muita fofoca…”, disse Amaury. Mesmo com as críticas, Amaury disse estar feliz com a alta repercussão que sua estreia na Band teve e ele atribuiu isso aos convidados fortes que levou, incluindo Roberto Carlos, que raramente aparece em outras emissoras.

“Fiquei feliz com a minha estreia. Consegui tomar um café da manhã com o presidente Temer, o que é importante. Precisava de uma figura proeminente. Ninguém melhor que o presidente Temer, ninguém melhor que o Roberto Carlos, ninguém melhor que Zezé Di Camargo, ninguém melhor que Luiza Brunet”, completou. Por fim, Amaury disse que aceitou a proposta da Band por dois fatores. O primeiro por já ter considerado que já tinha dado tudo o que podia na RedeTV!. O segundo é que ele estava cansado da correria do programa diário, e a Band o queria uma vez por semana. “A RedeTV! me ajudou, eu ajudei eles, mas acho que deu o que tinha que der. Recebi um convite da Band, e estava com vontade de voltar pra lá. Admito, queria fazer só uma vez por semana. Estava desgastado do diário. Agora estou no sábado, tenho um programa com duas horas de arte, e estou muito feliz”, completou Amaury.
0