Câmara Municipal de Porto Alegre / Procuradoria Especial da Mulher cobra do TSE igualdade na política.

Procuradoria Especial da Mulher cobra do TSE igualdade na política.     
A Procuradoria Especial da Mulher da Câmara de Porto Alegre enviará ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) documento cobrando que as mulheres sejam tratadas com igualdade na política. O encaminhamento foi feito na manhã desta quinta-feira (15/3), durante mesa redonda que abordou este tema e contou com a participação de 13 representantes dos 16 partidos com cadeiras no Legislativo da capital. O evento, realizado no Auditório Ana Terra, integra a programação do Mês da Mulher, promovido pela Procuradoria Especial da Mulher em parceria com órgãos municipais. A procuradora Especial da Mulher, vereadora Comandante Nádia (PMDB), destacou que os partidos precisam tratar de forma igualitária as mulheres na divisão do tempo de TV e do Fundo Partidário. “Precisamos que o TSE garanta a igualdade de gênero nos partidos, caso contrário, proponho fazermos um levante e não nos candidatarmos. Assim, a exigência de os partidos terem no mínimo 30% de candidaturas femininas não seria atingida e talvez possamos ser ouvidas e respeitadas.” 

Ao destacar que o ambiente político é majoritariamente masculino e machista, a presidente em exercício do Legislativo, vereadora Mônica Leal (PP), lamentou a morte da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco (PSOL). Em solidariedade à parlamentar, propôs que os presentes fizessem um minuto de silêncio e disse que o atual momento exige reflexão. “Este é um momento muito triste. Tentamos mobilizar as mulheres para ocuparem cargos eletivos e ainda perdemos esta vereadora, que foi morta por falar a verdade. Calar uma mulher é calar todas as mulheres”, lamentou.  Também participaram da mesa redonda as representantes do PSOL, Raquel Matos; do PT, Estela Villanova; do PRB, Beth Colombo; do PROS, Tatiane Bernardes; do PSDB, Fernanda Machado; do NOVO, Ana Carolina Dalben; do PSB, Marisa da Silva; da REDE, Adriana Justo; do SD, Carla Slongo; do PDT, Waleska Valsconcelos; e do PODE, Maria Angélica Queiroz Rodrigues.
0