União e Estado do RS,iniciam ajustes sobre pré-acordo para recuperação fiscal.

Representantes do governo do Estado e da área econômica do governo federal, com intermediação da Advocacia-Geral da União (AGU), iniciaram nesta quinta-feira (30), em Brasília, as discussões em torno das divergências sobre o pedido de pré-acordo do Rio Grande do Sul ao Regime de Recuperação Fiscal. Na primeira reunião da Câmara de Conciliação e Arbitragem, a própria AGU propôs um acordo de confidencialidade sobre os temas que serão tratados. Depois de quase três horas de debates, ficou acertada nova reunião para terça-feira da semana que vem (5 de dezembro). O Estado foi representado pelo vice-governador José Paulo Cairoli, pelo secretário da Fazenda, Giovani Feltes, e pelo procurador-geral, Euzébio Ruschel. A Câmara foi instalada para solucionar as controvérsias entre o Estado e a União, a fim de dar início à adesão do Rio Grande do Sul ao plano do governo federal que auxilia os estados em dificuldade financeira.  Na saída do encontro, o vice-governador adiantou que "importantes avanços foram conquistados. Os debates serão retomados na próxima terça-feira". "Conseguimos avançar em vários aspectos sobre o nosso plano de adesão, inclusive na divergência sobre os cálculos de gasto com pessoal e os serviços da dívida. Sigo confiante que haveremos de construir uma saída através do diálogo", acrescentou Feltes.
0