Ex-repórter da RedeTV é presa por envolvimento com organização criminosa.

Ex-repórter da RedeTV é presa por envolvimento com organização criminosa (Foto: Divulgação)
A modelo e advogada Luana de Almeida Domingos, de 32 anos, também ex-repórter do programa “Superpop” da RedeTV!, foi condenada a cinco anos e três meses de prisão em regime semiaberto, acusada de fazer parte de uma organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Luana, que já passou cinco meses em prisão preventiva na penitenciária de Tupi Paulista, no interior de São Paulo, seguirá para a casa dos pais na zona norte da capital paulista. Ela aguarda o recurso da sentença em liberdade. Ela e mais 54 pessoas foram denunciadas durante a Operação Ethos, da Polícia Civil e Ministério Público, que desarticulou o que eles consideram “um departamento jurídico do PCC”, apelidado de “Sintonia dos Gravatas”, entre as tarefas ilícitas, membros desse núcleo foram acusados de levar e trazer informações de presos para outros membros do PCC e prestar favores a familiares de detentos.
0