Santa Casa de Porto Alegre,envia pele para criança ferida no incêndio de creche em MG.

Outros envios estão previstos conforme a estabilização dos outros pacientes internados,no hospital /  Já está a caminho de Belo Horizonte a primeira remessa de pele do Banco de Pele da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre para ajudar no tratamento das vítimas do incêndio da creche localizada em Janaúba. A tragédia provocou a morte de 9 crianças e deixou outras dezenas de feridos. Este primeiro lote - 2522cm² - de pele irá para uma criança de quatro anos que teve 70% do corpo atingido pelas chamas. Outros envios estão previstos conforme a estabilização dos pacientes internados no hospital João XXIII, na capital mineira.
Banco de Pele da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre está ajudando as vítimas do incêndio em creche de MG | Foto: Adriana Contieri Abad / Santa Casa / Divulgação / CP
De acordo com o diretor do Banco de Pele da Santa Casa, Eduardo Chem, também presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - Regional Rio Grande do Sul, a doação foi solicitada pelo hospital mineiro e não terá custo algum para o Estado. “Sabemos que muitas crianças estão com queimaduras bastante extensas e vamos fazer a doação, assim como fazemos quando outras instituições do país solicitam.” Eduardo Chem destacou que, de 2005 a 2012, o Banco de Pele de Porto Alegre foi o único em atividade no país. Em 2016, 49 pessoas receberam doações da unidade. No entanto, 110 pedidos não puderam ser atendidos devido à escassez. Em razão disso, o cirurgião plástico alertou para a necessidade de incentivar as doações. “É em momentos como esses, como também ocorreu na tragédia da Boate Kiss, que devemos tocar no assunto e falar sobre a importância das doações”, disse. “A camada de pele retirada após a morte de uma pessoa é muito fina, mas os familiares ainda têm receio em liberar a doação.”
0