No Rio, ícones do samba fazem show para ajudar tratamento de Arlindo Cruz.

Na noite de quarta-feira (25) teve festa na quadra da Unidos de Vila Isabel, em Vila Isabel, na Zona Norte. Uma homenagem ao sambista Arlindo Cruz, que se recupera de um acidente vascular cerebral. A renda do show vai ajudar a pagar o tratamento dele. Amigos homenagearam Arlindo Cruz do lugar em que ele mais gostava de estar: em cima de um palco. Sambistas da nova geração e parceiros antigos estavam por lá. “O Arlindo é um gigante, né? Um pilar muito forte do samba. Sempre foi muito querido. Sempre devolveu com muito carinho, muito amor todo mundo, então, merece”, disse o compositor Sombrinha. “O Arlindo é uma figura muita conhecida, é um grande compositor. Ainda tenho a esperança que ainda vou fazer alguns sambas com o Arlindo”, comentou Martinho da Vila.
Zeca Pagodinho, Xande de Pilares, Alcione, Martinho da Vila e Marienne de Castro
O show na quadra da Vila Isabel foi organizado pela Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa). “O povo do samba está unido, e certamente a gente vai conseguir, através da Babi, do Arlindinho Neto, desses grandes artistas do carnaval, dar um pouco de conforto nessa hora difícil para o Arlindo Cruz”, disse o presidente da Liesa Jorge Castanheira. Arlindo Cruz teve um acidente vascular cerebral e está há sete meses internado num hospital. O dinheiro arrecadado com o show vai ajudar a pagar médicos como fisioterapeutas e fonoaudiólogos, tão importante na recuperação dele. Para a mulher de Arlindo Cruz, Babi, o apoio dos amigos é fundamental neste momento tão difícil. “É uma demonstração de que o samba é uma união. E que o Arlindo não plantou uma semente no coração dos sambistas, ele plantou uma árvore”, disse Babi. “Eu quero ver ele bom, aqui com a gente. E eu hei de ver. O samba está, vamos dizer assim, capenga. Está faltando o Arlindo. Tem um monte de gente boa aí, mas sem Arlindo não é a mesma coisa”, afirmou Zeca Pagodinho.
0