'Acham que todo artista é rico e feliz', diz ator Nelson Freitas.

"Mas o fato é que tudo é difícil na nossa profissão. Além do seu talento você ainda tem que gerir sua carreira", diz o ator /   "Tempos de Amar" (Globo) marca o retorno de Nelson Freitas, 55, às novelas. Desde 2001 o ator se dedica ao humor, fazendo parte do elenco do "Zorra". Antes, esteve em novelas como "As Filhas da Mãe" (2001), na Globo, e "Chiquititas" (1997), no SBT. "Estou no humor há 17 anos, foi uma opção minha, uma estratégia para não ter que arrancar os cabelos para saber se eu iria manter meu contrato ou não. No humor fui bem recebido e tive um contrato que durou 17 anos." No tempo em que esteve no "Zorra", Nelson participou do "Dança dos Famosos" (em'Acham que todo artista é rico e feliz', diz ator Nelson Freitas2011) e recentemente do "Show dos Famosos", onde encarnou figuras como o coreano Psy e a cantora Tina Turner. Também fez teatro, incluindo musicais: protagonizou a versão para o palco da comédia "Se Eu Fosse Você". "As pessoas veem nas revistas artistas bonitos, arrumados, dá impressão de que todo mundo é rico e feliz. Mas o fato é que tudo é difícil na nossa profissão. Além do seu talento você ainda tem que gerir sua carreira", diz o ator. Ele explica que aparecer em quadros do "Domingão do Faustão", por exemplo, mantém o artista em evidência: "A gente é um sabão em pó na prateleira do supermercado." Nelson também aponta a importância de explorar diferentes possibilidades. "A pior coisa que pode acontecer para um artista é se acomodar, entrar para um funcionalismo público, achar que o jogo está ganho. Acomodação é uma cilada para qualquer pessoa."
0