Jovens representam mais da metade dos desempregados na Região Metropolitana de Porto Alegre,RS.

A crise econômica foi mais cruel com pessoas entre os 15 e os 29 anos, de acordo com uma pesquisa divulgada na manhã desta terça-feira pela Fundação de Economia e Estatística (FEE) do Rio Grande do Sul. Com o aumento do desemprego superior ao da população em geral, os jovens representaram mais da metade das pessoas sem trabalho na Região Metropolitana de Porto Alegre em 2016.
Desemprego cresceu 26,6% entre os jovens | Foto: Samuel Maciel
No ano passado, a taxa dos jovens sem emprego cresceu 26,6%, ao passar de 15,4% em 2015 para 19,5% em 2016. Com isso, a FEE estima que 106 mil pessoas entre os 15 e os 29 anos estivessem desempregados em 2016, um acréscimo de 17 mil em relação ao ano anterior. Além disso, os jovens sofreram uma retração no nível ocupacional mais intensa do que a registrada para os adultos, grupo dos 30 aos 59 anos, e o risco relativo de serem trabalhadores de baixos salários aumentou. Dados da FEE mostram que o nível de ocupação dos jovens registrou uma queda de 9,9% em 2016, passando de 484 mil pessoas em 2015 para 436 mil no ano passado. No mesmo período, entre os adultos, a ocupação teve redução de 3,2%.
0