Bateria que funciona com lágrimas, suor e urina pode se tornar real.

Reciclar pilhas e baterias ainda é um desafio, considerando os químicos tóxicos necessários para o funcionamento. Porém, um estudo publicado pela Universidade de Fudan, na China, indica que é possível trocar estes químicos por soluções salinas, como lágrimas, suor ou até urina.
Resultado de imagem para  urinando em bateria de celular
Além de facilitar o processo de reciclagem de tais baterias e pilhas, a nova técnica passou a ser vista como uma alternativa mais segura a wearables e dispositivos móveis. Segundo o Daily Mail, este tipo de bateria pode ainda ser importante para wearables implantados no corpo, uma vez que fluídos corporais são suficientes para conduzir energia.
0