Países da Alba condenam na OEA 'golpe de Estado' contra Dilma.

Washington,Os membros da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (Alba) Venezuela, Bolívia, Equador e Nicarágua denunciaram na Organização dos Estados Americanos (OEA), nesta quarta-feira (31), um "golpe de Estado" contra Dilma Rousseff, após a conclusão de seu processo de impeachment por parte do Senado. Em resposta, uma representante brasileira agradeceu pelas "manifestações de solidariedade nesse momento difícil de nossa história". O representante suplente da Nicarágua, Luis Ezequiel Alvarado, condenou um "golpe de Estado parlamentar" depois que o Senado brasileiro pôs fim, em uma sentença histórica, a 13 anos de governos petistas no país.
Carlos Garcia Rawlins/Reuters
"Isso demonstra que as forças regressivas do hemisfério continuam trabalhando com o objetivo de desestabilizar e de provocar golpes de Estado contra os governos progressistas da região", acrescentou Alvarado. Equador, Venezuela e Bolívia anunciaram a retirada de seus respectivos representantes do Brasil, enquanto Caracas declarou ainda o congelamento das relações com Brasília. "Destituíram Dilma. Uma apologia ao abuso e à traição. Retiraremos nosso encarregado (de negócios) da embaixada" em Brasília, tuitou o presidente equatoriano, Rafael Correa, revelando que decidiu convocar o mais alto representante diplomático de seu país acreditado no Brasil.

0