Potências se mobilizam para evitar que EI obtenha material nuclear.

Líderes de cinquenta países, que se reuniram na sexta-feira em Washington, buscam um modo de evitar que grupos como o Estado Islâmico (EI) obtenham combustível nuclear que lhes permita fabricar uma bomba de efeitos devastadores. A Cúpula de Segurança Nuclear, patrocinada pelo presidente Barack Obama, acontece sob a sombra dos atentados da semana passada em Bruxelas. Os líderes O presidente dos EUA, Barack Obama, participa da IV Cúpula de Segurança Nuclear em Washington.
partem de uma constatação: toneladas de material atômico estão em instalações pouco seguras e são suscetíveis de cair nas mãos de terroristas. “Sabemos que a Al Qaeda procurou materiais nucleares”, disse Obama na sessão de abertura da cúpula. “O EI já usou armas químicas, inclusive gás mostarda, na Síria e no Iraque. Não há nenhuma dúvida de que, se esses loucos obtiverem uma bomba atômica ou material nuclear, certamente o usariam para matar tantas pessoas quanto possível”.
0