Grêmio mantém negociações por Lincoln.

O Grêmio trabalha para comprar os 10% dos direitos econômicos de Lincoln que pertencem à escolinha conveniada de Viamão responsável por descobrir o meia. O clube tem 50%; o Grupo DIS, de Delcir Sonda, possui 34%; e os outros 6% são do jogador e da sua família.Tricolor trabalha para comprar 10% dos direitos de Lincoln (à esquerda) | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP
O clube trabalha para estender o vínculo com o atleta, que se encerra em dezembro de 2017, ao menos até 2019. Porém, a legislação brasileira limita em até três anos os contratos com jovens com menos de 18 anos de idade. Nos últimos jogos do Grêmio, Lincoln foi o principal destaque da equipe. Diante do San Lorenzo, o meia marcou o gol de empate na partida. Nesse domingo, o jogador anotou de calcanhar o segundo tento do Tricolor sobre o Ypiranga.
0