Governo não faz ajustes para 'cortar o futuro do país', diz Dilma.

A presidente Dilma Rousseff voltou a defender nesta quarta-feira (9), em cerimônia no Palácio do Planalto, os ajustes fiscais promovidos pelo governo federal para tentar reequilibrar a economia. Segundo ela, o Executivo não faz ajustes para "cortar o futuro do país" ou para "acabar com programas fundamentais, e sim para preservar o futuro do Brasil.
Dilma participou na manhã desta quarta de solenidade na qual o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou que o governo vai ofertar neste ano 2 milhões de vagas no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). O número é maior do que oferecido no ano passado, quando foram disponibilizadas 1,3 milhão de matrículas.
0