Delegação parlamentar acompanhará Obama em Cuba.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, terá companhia na sua visita histórica à Cuba neste mês de uma delegação de até 20 parlamentares do Senado e da Câmara viajando com ele, disseram fontes do Congresso norte-americano nesta segunda-feira. Os detalhes ainda estão sendo fechados, mas as fontes afirmaram à Reuters que a Casa Branca esperava incluir republicanos, além dos democratas partidários de Obama, para destacar o apoio nos dois partidos à iniciativa do presidente de normalizar as relações com o país de regime comunista.
A Casa Branca anunciou no dia 18 de fevereiro que Obama visitaria Havana nos dias 21 e 22 de março, uma viagem histórica que representaria um outro passo para acabar com décadas de hostilidades entre os dois rivais da antiga Guerra Fria. Obama disse que a viagem ajudaria a acelerar as mudanças em Cuba desde o anúncio que ele e o presidente cubano, Raúl Castro, fizeram sobre a retomada dos laços em 2014. Autoridades do governo esperam que a viagem dê a Washington mais influência para progredir com a abertura de oportunidades de negócios para empresas norte-americanas. No entanto, a iniciativa de Obama de normalizar as relações com Havana enfrenta resistência dura de alguns parlamentares, republicanos na maioria, mas também de democratas.
0