Obama ataca onda islamofóbica republicana em tom de campanha.

Em 2009, Barack Obama estreou no mundo árabe como presidente americano defendendo, no Cairo, a fé islâmica e a integração da comunidade. Desde então, a tensão provocada pelo extremismo pôs os muçulmanos em seu país como alvos em potencial da escalada de ataques xenofóbicos e racistas. Em 2016, em fim de mandato, ele foi ontem a uma mesquita em solo americano pela primeira vez no cargo, Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama faz discurso na mesquita da Sociedade Islâmica de Baltimore em Catonsville, Maryland - 03/02/2016
com tom de campanha política: encontrou uma mulher que teve parentes assassinados num ataque antimuçulmano em 2015 e condenou a “retórica divisiva” contra a comunidade por parte dos pré-candidatos republicanos à Presidência. Foi mais uma etapa de sua campanha contra a crescente tensão estimulada por setores políticos.
0