O presidente dos EUA, Barack Obama, vai centrar fogo,na fiscalização e controle da venda de armas.

O presidente dos EUA, Barack Obama, vai centrar fogo nesta terça-feira por maior fiscalização e controle da venda de armas no país, anunciando ações executivas. Escapando da rejeição do Congresso, de maioria republicana, o presidente democrata afirmou defender o direito constitucional ao porte de armas, mas enfatizou que vai tomar as medidas que acredita necessárias ao alcance de sua alçada legal.
— A boa notícia é que não são apenas decisões dentro da minha autoridade e do Poder Executivo, mas apoiadas também pela esmagadora maioria do povo americano, incluindo proprietários de armas — afirmou Obama, na Casa Branca, ao lado da procuradora-geral, Loretta Lynch, e do chefe do FBI, a polícia federal dos EUA, James Comey. A principal das mudanças que vão ser anunciadas pelo presidente deve ser o aumento das verificações de antecedentes criminais para quem compra armas, além da obrigação de que todos os vendedores façam o licenciamento federal, online ou presencialmente.
0