Defesa do Deputado Jardel pede afastamento do corregedor da Assembleia Gaúcha.

A menos de uma semana do fim do trabalho da corregedoria da Assembleia sobre as suspeitas envolvendo o deputado Mário Jardel (PSD), a defesa do parlamentar solicitou o afastamento do corregedor da Casa, deputado Marlon Santos (PDT). O documento, assinado pelos advogados Amadeu Weinmann e Luiz Fernando Smaniotto, argumenta que Santos não respeitou o Código de Ética Parlamentar porque não teria mantido discrição e sigilo na condução do trabalho. Também reclama que o direito à ampla defesa não teria sido assegurado.
Júlio Cordeiro/Agencia RBS
O requerimento foi encaminhado ao próprio corregedor e ao presidente da Assembleia, deputado Edson Brum (PMDB). Os advogados entendem que o Santos adiantou parte de seu parecer à imprensa, e pede que sejam anulados todos os atos praticados até aqui. Também sugerem que outro deputado da Comissão assuma o cargo.
0