Cúpula discute migrantes e permanência do Reino Unido na UE.

Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia inauguram nesta quinta-feira (17), em Bruxelas, uma cúpula dominada pela crise migratória e as aspirações de mudança do Reino Unido dentro do bloco, desafios que ameaçam a unidade do bloco.
Presidente da Comissão europeia, Jean-Claude Juncker, (à direita) e presidente do parlamento europeu, Martin Schultz, participam de coletiva de imprensa na sede em Bruxelas nesta quinta-feira (17) (Foto: Virginia Mayo/AP)
Os dirigentes europeus terão de discutir a última série de propostas da Comissão Europeia apresentada esta semana por seu presidente, Jean-Claude Juncker, como audaciosas. "Não há mais tempo a perder. É preciso atuar para frear o fluxo migratório", afirmou o luxemburguês. No total, mais de 886.000 migrantes, essencialmente refugiados sírios, cruzaram o Mediterrâneo em 2015 para chegar à Europa.
0