Assembleia Legislativa Gaúcha,é isolada em dia de votação de projetos polêmicos.

Desde início da manhã desta segunda-feira, a rua que dá acesso à Assembleia Legislativa, junto à Praça da Matriz, está bloqueada. Com segurança reforçada, o intuito do governo é levar adiante a sessão extraordinária da Assembleia Legislativa prevista para começar nesta tarde e que deve analisar projetos polêmico enviados pelo Executivo na semana passada. Apenas funcionários, deputados e a imprensa Link permanente da imagem incorporada
são autorizados a se aproximar do local. Representantes de diversos sindicatos, principalmente ligados a servidores públicos estaduais, reúnem-se na Praça da Matriz para pressionar os deputados a votarem contra as medidas. As duas principais reinvindicações em comum são o projeto que cria a Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual, que deverá congelar salários de servidores em períodos de crise, e o que prevê a redução do número de funcionários públicos cedidos para a direção de sindicatos.
0