Preso há 16 anos, Luis Vargas, 46, cai no choro após ser inocentado por um juiz.


Preso há 16 anos, Luis Vargas, 46, cai no choro após ser inocentado por um juiz, em Los Angeles, nos Estados Unidos. O homem foi condenado a 55 anos de prisão em 1999 por três estupros, mas evidências recentes de DNA ligaram os abusos a um estuprador em série. Vargas havia sido condenado 
pelo estupro de uma garota de 15 anos e outras acusações apenas pelo depoimento de testemunhas que identificaram uma tatuagem semelhante entre Luis e o verdadeiro criminoso, que ainda é procurado pelo FBI por até 35 violações cometidas entre 1996 e 2013.          Francine Orr/Los Angeles Times/AP
0