Polícia de Palermo, na Itália, segura sacos plásticos com pertences de refugiados.


Membro do esquadrão de homicídios da polícia de Palermo, na Itália, segura sacos plásticos com pertences de refugiados mortos no mar durante viagem à Europa. Foram encontrados relógios, telefones 
celulares, fotos de família, notas de dólares e passaportes da Síria, Paquistão e Sudão. A polícia retirou os itens de corpos de 90 pessoas entre homens, mulheres e crianças.      Tony Gentil/Reuters
0