Obama descarta invasão terrestre na Síria e diz que luta contra o EI avançou.

O presidente Barack Obama declarou nesta segunda-feira (16) que a luta contra o Estado Islâmico avançou nos últimos meses, apesar dos recentes atentados terroristas do grupo em Paris e em Beirute. Em seu discurso ao fim da cúpula do G20, na Turquia, ele chamou o grupo terrorista de "a face do mal" e disse que fará de tudo para destruir a organização. Segundo ele, a ação contra o EI é marcada por O presidente dos EUA, Barack Obama, dá entrevista coletiva ao fim da cúpula do G20, em Antália, na Turquia
avanços e retrocessos. "Os eventos terríveis em Paris foram obviamente um retrocesso terrível e doentio. Mesmo em luto aos nosso amigos franceses, não podemos perder o foco de que houve progresso. Estamos realizando mais ataques aéreos, eliminando líderes e comandantes e cortando as fontes de abastecimento que apoiam o EI. E o Estado Islâmico tem menos território do que antes. Quanto menos território eles tiverem, menos eles conseguem aparentar ser um Estado", disse Obama.

0