Dilma: emissoras AM são patrimônio de integração nacional e merecem ser fortalecidas.

Propiciar maior sustentabilidade das empresas e melhorar o serviço à população são os objetivos principais da migração de rádios AM para FM, destacou nesta terça-feira (24) a presidenta Dilma Rousseff após cerimônia de assinatura dos critérios de adaptação de outorga, no Palácio do Planalto. De acordo com a presidenta, as emissoras AM são patrimônio de integração nacional e por isso merecem ser fortalecidas. A mudança de faixa vai permitir a manutenção do hábito de ouvir rádio“forte e arraigado” entre brasileiros e brasileiras de Norte a Sul do País.
Presidenta Dilma Rousseff anuncia critérios de adaptação de outorgas de radiodifusão AM para FM. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
“A mudança para a faixa FM trará dois grandes benefícios. Primeiro, aumentará a qualidade da transmissão eliminando os ruídos e as transferências no sinal de transmissão. Esse benefício é para as emissoras e sobretudo para os ouvintes. Segundo, propiciará condições técnicas para que as rádios transmitam via internet a sua programação para celulares e tablets”, ressaltou. Segundo Dilma, é “graças ao radinho de pilha, sintonizado em uma rádio AM, que moradores de comunidades distantes dos grandes centros urbanos, os ribeirinhos da Amazônia, os sertanejos no interior do Nordeste, os moradores do Pampa Gaúcho e os pantaneiros do Centro-Oeste, se conectam com o País”.

0